• Band Brasília

Ministério Público questiona Buriti sobre os critérios para abertura do comércio

O ofício questiona a liberação das lotéricas, correspondentes bancários, lojas de conveniência e minimercados em postos de combustíveis


Pouco a pouco os comércios da capital vão saindo da quarentena imposta a todo o DF. Mas o Ministério Público quer explicações do Buriti sobre os critérios para decidir o que abre e o que segue fechado.


O pedido de explicações ao Governo do Distrito Federal foi feito por meio de ofício. O documento leva em conta diferentes decretos que liberaram o funcionamento de lojas de móveis e eletroeletrônicos, além das feiras permanentes. A força-tarefa coordenada pelo Procurador de Justiça José Eduardo Sabo, questiona, por exemplo, quais foram as razões para manter aberta algumas cadeias de produção enquanto outras permanecem fechadas já que o MPDFT considera o isolamento essencial para todos os setores.



O ofício também questiona a liberação das lotéricas, correspondentes bancários, lojas de conveniência e minimercados em postos de combustíveis. Para a força tarefa, a reabertura de setores da economia siga critérios técnicos e científicos e que tenda para o isolamento social de, no mínimo, 70 por cento das pessoas, como recomenda a organização mundial de saúde, ao menos enquanto os serviços de saúde são estruturados para receber a demanda adicional resultado da covid-19. Para valer, a proposta precisa ser sancionada pelo Governador Ibaneis Rocha.


0 visualização

SBS Q.02 Lote 03 Bloco Q Edifício João Carlos Saad
Brasília-DF - 70070-120

Contato

Trabalhe aqui

Fale Conosco

Comercial

Anuncie on-line

Anuncie na TV

© Band Brasília • Todos os direitos reservados  •  Criado por Win7.com.br

Ao vivo